A revolução do 25 de Abril de 1974 trouxe a Portugal Liberdade, pondo fim a um longo período de Ditadura fascista de 49 anos. Após 1976 houve retrocessos graves no processo desta revolução, patrocinada por partidos reaccionários de direita tendo como aliados algumas famílias Fascistas. Portugal foi caminhando o trilho de uma sociedade capitalista, geradora de profundas injustiças sociais.



Neste blog iremos denunciar os sistemáticos atentados que todos os dias ocorrem às Liberdades, Direitos e Garantias que herdámos de homens e mulheres que lutaram para que fosse possível o maior acontecimento histórico do século xx em Portugal.



domingo, 30 de maio de 2010

Mais de 300 mil contra a política de direita

Mais de 300 mil pessoas ocuparam o centro de Lisboa contra a política de desastre nacional do PS e PSD. Com as avenidas Fontes Pereira de Melo, António Augusto Aguiar cheias, assim como a praça Marquês de Pombal, Avenida da Liberdade até aos Restauradores, uma massa imensa de indignação, protesto e luta, respondeu ao apelo da CGTP-IN.


Foi a maior manifestação das últimas décadas, uma clara demonstração da força, unidade e determinação da classe operária e de todos os trabalhadores, que contou com a solidariedade dos trabalhadores do Vale do Sousa, que fizeram questão de estar presentes neste dia de luta.

Esta impressionante jornada de luta, reforçou a convicção de que é possível derrotar a política de desastre nacional, de abdicação dos interesses do país, de agravamento da exploração que o PS, o PSD e CDS querem impor aos trabalhadores e ao Povo.

Perante a escalada de medidas contra os trabalhadores, o Povo e o país decididas nos últimos meses, esta foi a resposta do Povo português, às pretensões dos grupos económicos e financeiros, do PS, do PSD e do CDS, uma clara exigência de ruptura com a política de direita, de mudança na vida nacional.

Uma jornada que ficará inscrita na história da luta do Povo português, uma afirmação patriótica e de classe, um sinal de confiança e esperança que se projectará no futuro. A luta continua!

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Protestos na Maia: não às portagens - Declarações de Gonçalo Oliveira




Realizou-se na passada Quarta 26 de Maio de 2010, mais um protesto contra as portagens nas SCUT´s, Gonçalo Oliveira, da Comissão de Utentes da A42, do Vale do Sousa, em declarações à «Comunic» explica que as razões do desfile de hoje, na Maia, é mais uma manifestação da luta e da indignação dos utentes por estas medidas do Governo PS.
Ouvir em "Comunic"



domingo, 23 de maio de 2010

Comissão Utentes do Vale do Sousa/SCUT

­
26 de MAIO (quarta-feira) às 17:30 horas
Concentração: Rotunda Maia Jardim
(junto ao Continente Maia Jardim)
Destino: Lousada

O Governo continua a insistir na injustiça. Quer colocar portagens numa via que os utentes são obrigados a utilizar para se deslocarem para o trabalho ou no desenvolvimento das suas actividades comerciais e industriais.Não nos resta outra alternativa se não continuar a lutar e a dar força ao movimento de contestação. Estamos confiantes que com a luta é possível obrigar o Governo a rever a sua posição!

As Comissão de Utentes
Comissão Utentes da SCUT do Grande Porto
Comissão Utentes de Alfena
Comissão Utentes do Vale do Sousa

Centenas de trabalhadores do Vale do Sousa vão estar em luta na MANIF no dia 29 Maio em Lisboa

domingo, 16 de maio de 2010

Juventude Comunista pinta Mural alusivo ao 9º Congresso da JCP em Rebordosa

Integrado na divulgação do 9.º Congresso da JCP, os jovens militantes do Nucleo de Paredes, pintarm um Mural em Rebordosa



sexta-feira, 14 de maio de 2010

Desfile de ProtestoContra as portagens naA41 e A42

     Desfile de Protesto
Contra as portagens na
A41 e A42
­
26 de MAIO (quarta-feira) às 17:30 horas

Concentração: Rotunda Maia Jardim
(junto ao Continente Maia Jardim)
         Destino: Lousada

O Governo continua a insistir na injustiça. Quer colocar portagens numa via que os utentes são obrigados a utilizar para se deslocarem para o trabalho ou no desenvolvimento das suas actividades comerciais e industriais.
Não nos resta outra alternativa se não continuar a lutar e a dar força ao movimento de contestação.
Estamos confiantes que com a luta é possível obrigar o Governo a rever a sua posição!

As Comissão de Utentes
Comissão Utentes da SCUT do Grande Porto
Comissão Utentes de Alfena
Comissão Utentes do Vale do Sousa

domingo, 9 de maio de 2010

"Poema" que vale a pena ler - FEITO EM 1934

"Nunca precisámos de outra coisa!"
*Conta-se que este poema foi dirigido ao Ministro da Agricultura do governo de Salazar, como forma de pedir adubos. Por mais estranho que pareça, o senhor que o escreveu não foi preso e Salazar até se fartou de rir (??!!!) quando o leu:

*- E X P O S I Ç Ã O -

Porque julgamos digna de registo
a nossa exposição, senhor Ministro,
erguemos até vós, humildemente,
uma toada uníssona e plangente
em que evitámos o menor deslize
e em que damos razão da nossa crise.

Senhor: Em vão, esta província inteira,
desmoita, lavra, atalha a sementeira,
suando até à fralda da camisa.
Falta a matéria orgânica precisa
na terra, que é delgada e sempre fraca!
- A matéria, em questão, chama-se caca.

Precisamos de merda, senhor Soisa!...
E nunca precisámos de outra coisa.

Se os membros desse ilustre ministério
querem tomar o nosso caso a sério,
se é nobre o sentimento que os anima,
mandem cagar-nos toda a gente em cima
dos maninhos torrões de cada herdade.
E mijem-nos, também, por caridade!

O senhor Oliveira Salazar
quando tiver vontade de cagar
venha até nós solícito, calado,
busque um terreno que estiver lavrado,
deite as calças abaixo com sossego,
ajeite o cú bem apontado ao rego,
e... como Presidente do Conselho,
queira espremer-se até ficar vermelho!

A Nação confiou-lhe os seus destinos?...
Então, comprima, aperte os intestinos;
se lhe escapar um traque, não se importe,
... quem sabe se o cheirá-lo nos dá sorte?
Quantos porão as suas esperanças
n'um traque do Ministro das Finanças?...
E quem vier aflito, sem recursos,
Já não distingue os traques dos discursos.

Não precisa falar! Tenha a certeza
que a nossa maior fonte de riqueza,
desde as grandes herdades às courelas,
provém da merda que juntarmos n'elas.

Precisamos de merda, senhor Soisa!...
E nunca precisámos de outra coisa.

Adubos de potassa?... Cal?... Azote?...
Tragam-nos merda pura, do bispote!
E todos os penicos portugueses
durante, pelo menos uns seis meses,
sobre o montado, sobre a terra campa,
continuamente nos despejem trampa!

Terras alentejanas, terras nuas;
desespero de arados e charruas,
quem as compra ou arrenda ou quem as herda
sente a paixão nostálgica da merda...

Precisamos de merda, senhor Soisa!...
E nunca precisámos de outra coisa.

Ah!... Merda grossa e fina! Merda boa
das inúteis retretes de Lisboa!...
Como é triste saber que todos vós
Andais cagando sem pensar em nós!

Se querem fomentar a agricultura
mandem vir muita gente com soltura.
Nós daremos o trigo em larga escala,
pois até nos faz conta a merda rala.

Venham todas as merdas à vontade,
não faremos questão da qualidade.
Formas normais ou formas esquisitas!
E, desde o cagalhão às caganitas,
desde a pequena poia à grande bosta,
de tudo o que vier, a gente gosta.

Precisamos de merda, senhor Soisa!...
E nunca precisámos de outra coisa.
Pela Junta Corporativa dos Sindicatos Reunidos, do Norte, Centro e Sul do
Alentejo
Évora, 13 de Fevereiro de 1934
O Presidente

D. Tancredo (O Lavrador)

quarta-feira, 5 de maio de 2010

1º de Maio - Jovens Trabalhadores de Paredes em Luta

"Filhos de Abril":
Na grande Manifestação do 1º de Maio - Dia do Trabalhador, os Jovens Trabalhadores de Paredes, juntaram-se na Avenida dos Aliados do Porto, para assim demonstrar o seu descontentamento e lutar pelos direitos que lhes são devidos.

A Região de Paredes tem hoje um grave problema de desemprego em que a grande maioria é jovem, o Concelho de Paredes faz parte de umas das regiões mais pobres da Europa em que o desemprego é uma das principais causas, sendo que a já referida região tem hoje cerca de 5,719 desempregados em que mais de metade não tem qualquer tipo de subsídio.

Para agravar esta situação o Governo PS com o apoio dos partidos de Direita, PSD e CDS, tem intenções de privatizar quase tudo o que é serviço público com o chamado PEC (Programa de Estabilidade e Crescimento), medidas que irão trazer ainda mais injustiças para quem destes serviços necessitar no futuro.


Face a estas circunstâncias nós, os jovens de Paredes, concluímos que a única solução possível é dizer NÃO a estas políticas de Direita e LUTAR.


domingo, 2 de maio de 2010

O relatório final dos registos das Interrupções de Gravidez, durante o ano de 2009 efectuadas em Portugal, mostra alguns dados significativos.


"filhos da Abril" :

Relatório

O relatório final dos registos das Interrupções de Gravidez, durante o ano de 2009 efectuadas em Portugal, mostra alguns dados significativos.
Foram cerca de 20.000 os abortos legalmente efectuados, com cerca de 96% resultantes de opção da própria mulher, com a aplicação da Lei 16/2007. A grande maioria (cerca de 70%) foram efectuados em Instituições Públicas (Hospitais e Centros de Saúde).
A Zona Norte integra cerca de 4.000 registos de IVG (Interrupção Voluntária de Gravidez). Realço o número realizado nos Centros de Saúde da Região Norte, únicos no País em que há profissionais que se disponibilizaram e especializaram na IVG por via medicamentosa. Assim no Centro de Saúde de Amarante, houve 67 casos, no Centro de Saúde de Penafiel 197 e no Centro de Saúde de Viana do Castelo 144. Para comparação, registe-se a casuística de outros hospitais da região como o Hospital do Alto Minho com 88 casos, Hospital de S. João com 474, Hospital do Padre Américo com 83 e Maternidade Julio Diniz com 862.
Os aumentos assinalados (variação de 2008 para 2009) são de 5,2%. As repetições, registadas desde a entrada da Lei, são da ordem dos 5%. Não tem havido mortes maternas em 2008 e 2009.

sábado, 1 de maio de 2010

O Partido Socialista com actuação vorgonhosa em Gondomar

"filhos de Abril": Esta informação que nos foi enviada  por um jovem de Gondomar/S. Pedro da Cova, retratando alguns episódios na Assembleia Municipal do seu concelho, onde publicamos aqui no nosso Blogue, para conhecimento geral da vergonhosa forma de actuar do Partido Socialista nas Assembleias Municipais, nos vários concelhos pelo Pais fora.

UMA VERGONHA!!!
Ontem realizou-se a primeira Assembleia Municipal de Gondomar após a Classificação do Cavalete do Poço de S. Vicente.

Assim, um dos pontos da ordem de trabalhos foi uma Proposta de Recomendação, por proposta da CDU, com vista ao passo seguinte: recuperação do cavalete e criação de espaço museológico sobre a actividade mineira.

Como todos estão recordados, após a classificação do Cavalete(19 Março 2010), o PS (Partido Socialista) foi o único partido que distribuiu um comunicado à população de S. Pedro da Cova, saudando a população por este feito, e intitulando-se como a  força responsável por esta vitória, apesar de já na Assembleia da República terem votado contra um projecto-lei com vista à recuperação do cavalete. Muito mais há para contar, mas fica para outra ocasião.

A votação de ontem foi a seguinte:

A favor: CDU; PSD; Grupo Valentim Loureiro; CDS; BE.
Abstenção: PS

Assim se vê quem quer preservar o património mineiro de S. Pedro da Cova. O positivo é que a proposta foi aprovada. Mais um passo dado!

Para que não restem dúvidas, envio a Proposta de Recomendação. Leiam se tiveram oportunidade e considerem como votavam se fossem membros da Assembleia Municipal.

A luta continua!
Viva S. Pedro da Cova.

 Saudações